Uruguai vence Gana em jogo emocionante

Copa do Mundo 2010

No último jogo de ontem, realizado as 15:30 no horário de Brasília, a seleção do Uruguai venceu a de Gana nos pênaltis após o jogo terminar empatado em 1 a 1 no tempo normal e na prorrogação. Nos pênaltis o goleiro uruguaio salva a celeste e garante a passagem para as semifinais da copa. Seleção Uruguaia pega a seleção da Holanda na próxima fase.

Este foi o jogo mais emocionante na Copa do Mundo até agora, com equilíbrio dos dois times o tempo todo. Após os primeiros sonolentos 10 minutos, o Uruguai é o primeiro a levar perigo ao gol adversário, sempre parando em Kingson, goleiro de Gana. Em jogo franco aos 46 minutos do primeiro tempo saiu o gol de Gana. Muntari soltou uma bomba de fora da área, que tomou um incrível efeito e enganou o goleiro uruguaio Muslera.

O segundo tempo começou com o Uruguai disposto a mudar o cenário e conseguir a classificação. Aos 10 minutos do segundo tempo o Uruguai consegue o empate. O craque uruguaio Forlán bateu forte a falta, a bola passou por cima da barreira, o goleiro Kingson falhou e a bola entra, empatando o jogo. E a etapa final do tempo regulamentar terminou com as duas equipes partindo para cima para conseguirem a vitória, mas sem conseguirem fazer um gol.

O primeiro tempo da prorrogação foi muito truncado, faltas duras, jogadores tentando cavar faltas e penalidades, sem sucesso. E na etapa final da prorrogação a seleção de Gana, com mais disposição física, pressionou o Uruguai e nos últimos 30 segundos do jogo, no único minuto de acréscimo, o lance que poderia ter dado a classificação para os africanos. Em um bate rebate dentro da área, Suárez defende a bola com a mão, em cima da linha. Pênalti para Gana. Mas Gyan acertou o travessão, perdendo a chance de gol e classificação mais clara de toda a partida.

Nos pênaltis, Forlán, Victorino e Scotti fizeram os três primeiros do Uruguai, enquanto Gyan e Appiah repetiram a dose para os africanos. E aí brilhou a estrela de Muslera: o goleiro pegou as cobranças de Mensah e Adiyiah.

Loco Abreu, atacante botafoguense, não se intimidou com a grandeza da Copa do Mundo, correu tranquilo para a bola e, como se estivesse no Estadual do Rio, bateu com a já famosa cavadinha. Golaço que fez o Uruguai explodir em euforia e se classificar para as semifinais da Copa do Mundo da África do Sul.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *