Polícia investiga se gravidez motivou assassinato de jovem na Avenida Vicente de Carvalho

A Polícia Civil identificou Leandro Silveira da Costa, de 34 anos, como o assassino de Yaçanã Castro Roza dos Santos, de 24, morta no último sábado, conforme noticiamos aqui. Segundo a polícia, os dois eram amantes e moravam em Vila da Penha.

Segundo o delegado Fábio Salvadoretti, da Divisão de Homicídios da Capital, o casal teve uma breve discussão, a jovem foi embora e o suspeito a seguiu armado, disparando vários tiros contra a vítima, que já estava chegando na porta de sua casa.

A polícia ainda está investigando a motivação do crime, mas o delegado adiantou que uma das hipóteses que serão levantadas é a possibilidade de que a vítima estaria grávida e, por esse motivo, o suspeito estivesse se sentindo ameaçado, já que era casado.

“Isso ainda está sendo investigado e testemunhas estão sendo ouvidas. Pediremos ainda que os exames constatem isso ou não. Ele está com mandado de prisão temporária expedido. As investigações vão continuar. Policiais civis estão nas ruas a procura de testemunhas e outras provas para que esse crime seja elucidado.”, contou o delgado responsável pela investigação.

Durante o velório da jovem, no Cemitério de Sulacap, na Zona Oeste da cidade, familiares da vítima não quiseram comentar o ocorrido. Amigos e parentes de Yaçanã usaram as redes sociais para se despedirem dela. Uma tia da menina postou frases que mostram revolta e dor com a morte da sobrinha: “Eu só queria dormir, acordar e que tudo fosse mentira. Meu Deus, por quê?”, escreveu a tia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *