Sistema Guandu será desligado, abastecimento poderá levar 72 horas para ser normalizado

A CEDAE realizará na próxima terça-feira, dia 31, a manutenção preventiva anual na Estação de Tratamento de Águas (ETA) Guandu. A intervenção é parte do planejamento operacional da companhia, visando preparar as principais estações para o verão, período do ano em que há maior consumo de água. Os serviços terão a duração de 24 horas, com início programado para as 06 horas desta terça, e conclusão prevista para as 06 horas do dia seguinte.

Técnicos da companhia farão uma vistoria minuciosa nos reservatórios e canais de água filtrada da estação de tratamento e nas adutoras e elevatórias que compõem o sistema do Guandu. O trabalho envolve cerca de 600 pessoas em diversos pontos da Região do Grande Rio.

Os municípios atendidos pela ETA Guandu são Rio de Janeiro, Duque de Caxias, São João de Meriti, Nova Iguaçu, Queimados, Mesquita, Nilópolis e Belford Roxo.

– A parada do sistema Guandu para manutenção preventiva é uma ação de engenharia voltada à realização de serviços que permitem a Estação trabalhar com melhor desempenho e confiabilidade no período do verão e executar simultaneamente centenas de serviços de manutenção preventiva, corretiva e melhorias em sistemas de distribuição e adução em toda região do Grande Rio, além de ser uma operação planejada há meses – explicou o presidente da CEDAE, Jorge Briard.

Imóveis que disponham de sistema interno de reserva (cisterna e/ou caixa d`água) não deverão ter problemas de abastecimento. Para isso, é fundamental reprogramar atividades que demandem grande consumo e utilizar água de forma equilibrada – não lavar carros, não encher piscinas, evitar lavar roupas, não regar jardins e diminuir o tempo no banho, por exemplo.

O abastecimento começará a ser normalizado logo após o religamento do sistema, mas em algumas áreas isoladas (pontas de sistema) e regiões mais altas, o fornecimento de água poderá levar até 72 horas para se restabelecer totalmente. A CEDAE montou esquema especial para atender hospitais e outros órgãos de atendimento essencial com carros-pipa no período em que a estação estiver inoperante.

Construída em 1955, a ETA Guandu teve a segunda etapa concluída em 1963 e a terceira no ano de 1965. Posteriormente, foi ampliada em 1982. A estação, a maior em volume de água tratada do mundo, conforme registro no Guinness Book, o livro dos recordes, trata cerca de 43 mil litros de água por segundo.

2 comentários em “Sistema Guandu será desligado, abastecimento poderá levar 72 horas para ser normalizado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *